R$ 1 bilhão para agricultura familiar

Agricultura Familiar

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, solicitou ao Ministério da Economia remanejamento de recursos para atender financiamentos de investimento na atual safra agrícola, que se encerra em junho deste ano. O pedido foi encaminhado pela Secretaria de Política Agrícola do Mapa ao ministério. A medida foi aprovada na reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) e vale para financiamentos do programa contratados de 1º de fevereiro a 30 de junho deste ano.

Carlos Cesar Floriano destaca medida

As grandes empresas do agronegócio brasileiro precisam apoiar e parabenizar medidas que incentivem a agricultura familiar, é o que defende o CEO do Grupo VMX, Carlos Cesar Floriano. “O potencial agrícola dos produtos brasileiros é extremamente competitivo e a agricultura familiar ajuda na distribuição da renda e aumento na dinâmica da produção”, acredita.

Carlos Cesar Floriano ressalta que é preciso continuidade do investimento. “O investimento precisa ser presente, para dar segurança às famílias empreendedoras para comprar sementes e demais insumos agrícolas”, conclui Carlos Cesar Floriano.

De acordo com o secretário de Política Agrícola, Eduardo Sampaio Marques, os agricultores familiares podem usar os recursos em investimentos de longo prazo, como a construção de galpões para avicultura e suinocultura, plantio de culturas perenes, máquinas e equipamentos, correção de solo e recuperação de pastagem.

A decisão do CMN se soma a medida tomada pelo Tesouro Nacional, em dezembro do ano passado, para realocação de R$ 874 milhões.

Com essas duas medidas, essa linha de investimento do Pronaf passa a contar com R$ 14,8 bilhões, o que representa 14,5% a mais do que os recursos originalmente programados para essa finalidade (R$ 12,9 bilhões) pelo Plano Safra 2019/2020.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.