Acordos estratégicos Brasil-Alemanha: parceria para a sustentabilidade da agricultura

Em um encontro bilateral realizado em Berlim, na Alemanha, o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, e o ministro de Alimentação e Agricultura da Alemanha, Cem Özdemir, consolidaram três acordos. Conforme Carlos César Floriano, CEO do Grupo VMX, “A principal finalidade destes novos acordos é o de fortalecer a cooperação e o crescimento e o desenvolvimento entre os dois países para a sustentabilidade agrícola”, esclarece.

Durante a reunião, que ocorreu na capital alemã na segunda-feira, 4 de dezembro de 2023, o foco principal foi direcionado para impulsionar a produção agropecuária de forma ambientalmente responsável. 

“Esses acordos representam um marco na promoção do diálogo técnico e colaborativo, buscando práticas agrícolas mais resilientes e alinhadas aos princípios da sustentabilidade”, explica Carlos César Floriano.

O ministro Carlos Fávaro enfatizou a relevância do programa do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), especificamente voltado à recuperação e conversão de pastagens de baixa produtividade. 

Esta iniciativa, prestes a ser oficialmente lançada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tem como objetivo principal intensificar a produção de alimentos de maneira sustentável. 

Contrariamente ao senso comum, o aumento do aporte de matéria orgânica nos sistemas melhora a qualidade do solo e contribui para a captura de carbono.

40 milhões de hectares é o projeto do Programa, segundo Carlos César Floriano

O programa tem como objetivo integrar cerca de 40 milhões de hectares de pastagens degradadas ou pouco produtivas nos próximos 10 anos, enfatizando a produção alimentar sem promover o desmatamento em áreas já preservadas. “Tais práticas visam a redução da emissão de carbono e a conservação florestal”, esclarece Carlos César Floriano.

Além disso, a cooperação entre Brasil e Alemanha tem sido um destaque ao longo deste ano. Após a II Reunião de Consultas Intergovernamentais de Alto Nível, ocorrida logo após a COP 28, a delegação brasileira reiterou seu compromisso com a sustentabilidade, fortalecendo laços e compromissos comuns nessa área.

Para Carlos César Floriano, “No âmbito desses acordos, a cooperação entre os dois países se expande, abrangendo a promoção do Diálogo Agropolítico, a intensificação do intercâmbio técnico, a cooperação em bioeconomia e a busca por modelos de produção agrícola mais sustentáveis”, explica. 

Ademais, o convite feito ao Ministro Özdemir para participar da reunião do G20, a ser realizada em Cuiabá no próximo ano, reforça o alinhamento de visões entre Brasil e Alemanha sobre a agricultura sustentável.

O Encontro Empresarial Brasil-Alemanha, organizado pela Federação das Indústrias da Alemanha, reuniu líderes empresariais e autoridades dos dois países, destacando as oportunidades de investimento e negócios. 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enfatizou o papel do Brasil na produção de energia renovável e seu compromisso em contribuir para a segurança alimentar e climática global.

Estes acordos firmados entre Brasil e Alemanha representam um passo significativo na busca por práticas agrícolas sustentáveis, promovendo a cooperação internacional e o compromisso conjunto com a preservação ambiental ao nível global.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.