Adoção do Zarc evita perda agrícola e economia superam R$ 8,7 bilhões na produção brasileira

Adoção do Zarc evita perda agrícola e economia superam R$ 8,7 bilhões na produção brasileira

Conhecer a data ideal de plantio, com base nas condições climáticas de cada região, é essencial para evitar perdas na produção devido a eventos climáticos adversos, tais como chuvas excessivas, geada ou seca. Para auxiliar os produtores rurais a participar nesta programação, o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), mapeou áreas de produção de dezenas de lavouras em todas as cidades do país. 

De acordo com o Balanço Social da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em 2021, a utilização do Zarc ajudou a economizar mais de R$ 8,7 bilhões na produção agrícola do Brasil. Esse valor equivale especialmente às perdas na safra que não aconteceram e que, desta maneira, não precisaram de indenização do seguro. 

A pesquisa do Zarc, abrangendo o clima, grupos de cultivos e o solo, é baseada em uma abordagem técnico-científica elaborada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e adotada pelo Mapa como ferramenta de política agrícola.

Os dados são utilizados no planejamento e orientação dos produtores com a finalidade de evitar épocas e locais de plantio que podem representar um grande risco, com excessiva chance de gerar perdas.

Na agricultura brasileira, os riscos climáticos que especialmente impedem ou limitam a produção rural e podem causar prejuízos é o grande volume de chuvas, a geada ou temperaturas elevadas, a falta de chuva nas fases críticas do desenvolvimento das plantas ou a chuva no momento da colheita.

Para diminuir os efeitos climáticos durante toda a safra, os seguros rurais são de grande importância. No ano de 2021, as indenizações pagas pelas companhias seguradoras aos produtores rurais foram no valor de R$ 5,4 bilhões.

Constitui uma obrigação dos produtores rurais adotar as datas de plantio do Zoneamento Agrícola de Risco Climático que contratam seguro para suas propriedades. O Zarc é usado para enquadrar os produtores no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e no Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). Algumas instituições financeiras privadas somente realizam a permissão do crédito rural com a utilização do Zarc e, desta maneira, tentar diminuir os riscos da operação do seguro.

Os índices com as áreas com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático representaram até quatro vezes menos chance de perdas, quando comparadas com os produtores que não seguiram as indicações do Zarc, conforme o relatório desenvolvido entre os anos de 1991 a 1998 pelo o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária e divulgado pelo Branco Central.

O Programa de Garantia da Atividade Agropecuária foi aperfeiçoado, com novas pesquisas nos três anos mais recentes, por meio de novas reuniões de validação e metodologias para o setor da agricultura com o objetivo de aprimorar a transparência do processo dos estudos.

Modernidade

O App ‘Zarc Plantio Certo’, lançado em 2019, fornece elementos importantes sobre as variáveis para o planejamento da produção rural, especialmente sobre os riscos climáticos. Até a adoção deste aplicativo móvel, as informações eram divulgadas no Diário Oficial da União ou no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio de tabelas específicas com os dados de cada região.

O usuário do App pode selecionar a cidade onde ocorrerá o plantio, o tipo de solo, ciclo da planta e a cultura e, com o cruzamento destes dados, o aplicativo apresenta o melhor momento do ano para iniciar a plantação, utilizando as taxas de risco, que variam entre 20% a 40%, das eventuais perdas por eventos climáticos adversos com base nas pesquisas do zoneamento agrícola.

Veja mais notícias em nosso site.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.