Agro Fraterno tem apoio irrestrito de Carlos César Floriano

O Agro Fraterno é um movimento liderado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e as entidades do Instituto Pensar Agro (IPA), com articulação dos ministérios da Agricultura e da Cidadania e, devido ao momento que o Brasil atravessa com tantas pessoas desempregadas e passando fome, o Agro Fraterno também é destacado por Carlos César Floriano, CEO do Grupo VMX.

Lançado oficialmente pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), no dia 1º de junho de 2021, na cidade de Luziânia (GO), o Agro Fraterno tem a finalidade de reunir entidades, empresas e voluntários de maneira geral em uma corrente solidária para ajudar as famílias mais necessitadas atingidas pela grave crise gerada pela pandemia da Covid no Brasil.

A iniciativa, que vai levar alimentos às famílias carentes em todo o país afetadas pela pandemia, já arrecadou inicialmente mais de 5 mil cestas básicas segundo a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. 

Segundo Carlos César Floriano, “a meta do projeto é passar de 1 milhão de cestas distribuídas, mas com toda a solidariedade que existe na área rural brasileira, acredito que esse objetivo será superado”, explica.

Mesmo com esta triste realidade que se abateu no país e no mundo, o agronegócio não parou com a pandemia e tem trazido para o Brasil resultados excelentes, colhendo safras recordes e, com isso, pode também contribuir com o social.

Para Carlos César Floriano, “se cada empresa, produtor rural e entidade ligada ao agronegócio colaborarem com um pouco, o sofrimento das pessoas que estão passando fome será minimizado, especialmente em um país tão rico como o nosso, que é o celeiro do mundo”, comenta.

É mais uma vez o campo gerando emprego e renda, mas também ajudando a população das cidades neste momento tão difícil por que passa todo o nosso país e planeta. 

O programa é voltado para a participação voluntária de produtores, empresas e entidades ligadas ao setor. As doações são livres e podem ser feitas com cestas de alimentos, com recursos ou com alimentos, de acordo com a opção dos doadores. O material arrecadado é distribuído conforme a necessidade de cada município. 

Carlos César Floriano explica como participar

Como já comentado, o programa é voltado para a participação voluntária de produtores, empresas e entidades ligadas ao setor do agronegócio. 

As doações são livres e podem ser feitas com cestas de alimentos, com recursos ou com alimentos, de acordo com a opção dos doadores. Para realizar a doação, basta se cadastrar como doador e informar também o beneficiário para cada doação que a empresa ou instituição realizar. 

É importante também documentar este ato solidário com fotos e vídeos. Separe as fotos, os vídeos e os links de acordo com os formatos que estão nas instruções do formulário de cadastro de doação – http://www.cadastro.agrofraterno.com.br. Para confirmar o cadastro, é necessário clicar no link que vai ser enviado para o e-mail informado.

“Para conhecer mais sobre o programa, foi lançado o site oficial do projeto no endereço eletrônico http://www.agrofraterno.com.br/” explica Carlos César Floriano.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.