Carlos César Floriano apresenta informações sobre o Selo ‘Mais Integridade’ DE 2022/23

Carlos César Floriano Selo Mais Integridade

As inscrições para a edição 2022/2023 do Selo ‘Mais Integridade’ foram abertas na segunda-feira, 7 de março de 2022. O prêmio reconhecerá as empresas e cooperativas comprometidas com a agricultura que adotam práticas de integridade com foco em responsabilidade social, sustentabilidade ambiental e ética. Carlos César Floriano, CEO do Grupo VMX, avisa que “As inscrições poderão ser realizadas até o próximo dia 3 de junho”, explica. 

Podem participar agroindústrias e cooperativas, com sede no Brasil, de atividades agropecuárias e pesqueiras de qualquer natureza. As empresas que desejam receber o Selo ‘Mais Integridade’ devem se inscrever diretamente no site oficial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), preenchendo o formulário no seguinte endereço eletrônico: https://www.gov.br/pt-br/servicos/realizar-inscricao-para-obter-o-selo-mais-integridade.

As condições de elegibilidade e avaliação estão definidas no regulamento do prêmio e, uma das primeiras grandes inovações, é para organizações que pretendem renovar seu credenciamento e receber um selo amarelo. Com início neste ano, é necessário apresentar um documento técnico detalhando as formas pelas quais uma cooperativa ou empresa está, ou pretende contribuir, para a descarbonização das suas cadeias produtivas agrícolas, sistemas ou processos. 

Instituído pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento através da Portaria 2.462/2017, o selo tem como objetivo incentivar a implementação de programas íntegros, éticos e de desenvolvimento sustentável e conscientizar o agronegócio e as cooperativas sobre seu papel relevante no combate à corrupção e práticas competitivas antiéticas. Outro objetivo da iniciativa é reduzir o risco de fraude e corrupção no relacionamento entre os setores público e privado relacionados ao agro brasileiro.

As instituições que vencerem pela primeira vez receberão um Selo Verde, que poderá ser usado em seus produtos e campanhas publicitárias por um ano. Quem conseguir a renovação do certificado pode obter um Selo Amarelo, que pode ser usado por dois anos. As empresas e cooperativas que tenham recebido cumulativamente o Selo ‘Mais Integridade’ do Mapa e a ‘Empresa Pró-Ética’, da Controladoria Geral da União (CGU), poderão utilizar a edição especial do selo conforme orientação do Manual de Marcas. 

Na edição mais recente da premiação, 17 instituições foram premiadas, sendo 9 com o Selo Verde e 8 com o Selo Amarelo. Os benefícios para as empresas vencedoras incluem: imagem e publicidade positiva entre a população em geral e a sua concorrência; equipe de trabalho mais motivada, inclusive terceiros e prestadores de serviços; reconhecimento de potenciais parceiros internacionais; e melhores classificações de risco nas operações de crédito em instituições financeiras oficiais brasileiras.

Carlos César Floriano detalha os requisitos

Para conquistar o Selo ‘Mais Integridade’, uma empresa ou cooperativa deve demonstrar práticas como programas de compliance; ética e códigos de conduta; canais de denúncia eficazes; ações com foco em responsabilidade social e sustentabilidade ambiental; e promoção de cursos para aprimorar a cultura organizacional. 

Ainda é necessário cumprir as obrigações trabalhistas em tempo hábil, não ter multas relacionadas ao assunto nos últimos dois anos, não apresentar casos de adulteração ou falsificação de processos e produtos fiscalizados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Secretaria, boa agricultura dentro do alcance dos objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e não ter cometido crime ambiental nos últimos dois anos.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.