Cédulas de Produto Rural do agronegócio alcançam marca de R$ 266 bilhões, indicando crescimento sustentado

O estoque de Cédulas de Produto Rural (CPR) registrou um impressionante aumento, atingindo R$ 266 bilhões em julho de 2023, um salto notável em relação aos R$ 170 bilhões de julho de 2022, representando um crescimento de 57%. Segundo o CEO do Grupo VMX, Carlos César Floriano, “Essas informações foram reveladas na última edição do Boletim de Finanças Privadas do Agronegócio”, diz.

Mensalmente, os instrumentos de financiamento privado do setor agrícola têm experimentado um crescimento constante.

A Cédula de Produto Rural, que desempenha um papel fundamental nesse cenário, viu seu estoque de valores registrados aumentar significativamente.

Isso é particularmente notável, considerando que o tíquete médio do estoque de CPR registrado em julho ficou em R$ 1,64 milhão, 23% menor em comparação ao ano anterior.

“Uma das razões para a diminuição do tíquete médio é a recente obrigatoriedade do registro de CPR com valores superiores a R$ 50 mil, em contraste com os anteriores R$ 250 mil”, explica Carlos César Floriano.

Esse desenvolvimento resultou em maior transparência no mercado, permitindo uma avaliação mais precisa do risco do produtor rural pelo setor financeiro, desta maneira, este processo pode, em última análise, resultar em custos de financiamento mais baixos para os agricultores.

As CPRs desempenham um papel importante no financiamento privado da produção agropecuária brasileira, financiando uma ampla gama de produtos, como destacado no Boletim de Finanças Privadas do Agronegócio.

Com a expansão da obrigatoriedade de registro para Cédula de Produto Rural de menor valor, o mercado se beneficia de uma maior clareza e transparência, promovendo a saúde financeira do setor.

Os estoques de Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) também apresentaram crescimento consistente, atingindo R$ 423,88 bilhões em julho de 2023, um aumento significativo de 49% em relação ao ano anterior. O crescimento foi impulsionado pela elevação da exigibilidade para que recursos de LCA fossem aplicados no financiamento do setor agropecuário, passando de 35% para 50% com o novo Plano Safra.

O patrimônio líquido dos Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro) atingiu R$ 15,4 bilhões em julho, registrando um aumento expressivo de 170% em comparação com o mesmo período do ano de 2022, apesar de uma ligeira queda em relação ao mês anterior.

Esses indicadores financeiros refletem o vigor contínuo do setor agrícola brasileiro e sua atração para investidores, demonstrando um cenário financeiro otimista para o agronegócio do país.

Carlos César Floriano desvenda o CPR

A Cédula de Produto Rural, ou CPR, é um instrumento financeiro amplamente utilizado no agronegócio brasileiro. Ela representa um título de crédito, emitido pelo produtor rural, que comprova a existência de uma mercadoria agrícola a ser entregue no futuro.

“Em outras palavras, a CPR é uma promessa de pagamento ao produtor rural, geralmente relacionada a safras de grãos, produtos agropecuários ou até mesmo madeira”, esclarece Carlos César Floriano.

O produtor emite a CPR e a vende para uma instituição financeira, como um banco, obtendo recursos antecipados para sua produção. Essa operação viabiliza o financiamento da safra, permitindo que o agricultor tenha capital de giro para custear despesas como compra de insumos, mão de obra e maquinário.

A instituição financeira, por sua vez, fica com o título da CPR e o direito de receber a mercadoria quando ela for entregue.

Conforme Carlos César Floriano, “A CPR desempenha um papel essencial ao facilitar o acesso a crédito para os produtores rurais, contribuindo para o desenvolvimento do agronegócio no Brasil”, explica.

A Cédula de Produto Rural proporciona maior segurança às transações comerciais no setor, promovendo a transparência e a confiança entre os agentes envolvidos, ou seja, é uma ferramenta financeira fundamental que impulsiona o crescimento e a produtividade do agronegócio brasileiro.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.