Diminuição no valor dos fertilizantes deve refletir em mais alimentos na mesa dos brasileiros

Após um período de altos preços dos fertilizantes desde o ano de 2008, o setor agrícola brasileiro está comemorando a redução de até 70% no valor desses insumos. Essa queda no preço permite que a demanda por fertilizantes seja equilibrada em 2023, com expectativas de exceder a produção de cerca de 46,4 milhões de toneladas registrada no ano de 2021.

A Associação Nacional de Difusão de Adubos (ANDA) detalhou estes dados favoráveis no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O ministro Carlos Fávaro comentou que os brasileiros serão, sem dúvida alguma, os maiores beneficiados com esta redução, afinal, será possível fazer uma economia considerável ao realizar as compras de mantimentos.

No ano passado, o setor de fertilizantes foi afetado de maneira significativa em decorrência da guerra da Rússia na Ucrânia, o que resultou no aumento dos preços cobrados pelos fertilizantes, portanto, os valores ao se produzir os alimentos, o que os tornou mais caros para o cliente final. Como os preços caíram este ano em torno de 70%, os alimentos se tornarão mais baratos para os clientes em geral.

Conforme o entendimento do presidente da Associação Nacional de Difusão de Adubos, Eduardo Monteiro, a média da diminuição dos fertilizantes nitrogenados foi de 70%, enquanto para os fertilizantes a base de fósforo e cloreto, esta diminuição no preço foi na ordem de 60%. Ainda para Eduardo Moreno, esta diminuição dos valores cobrados pelos fertilizantes, deverá gerar a deflação, o que incentivará a retomada da produção do setor e, se esta perspectiva estiver correta, um novo recorde deverá ser batido.

Esta diminuição nos preços dos fertilizantes, que deve impactar diretamente o valor final dos alimentos para os clientes brasileiros, pois são insumos básicos para o aumento da produção sustentável no Brasil e, desta maneira, não será necessário realizar desmatamentos para um incremento na produção de alimentos.

A importância do uso dos fertilizantes para a produção agrícola

Os fertilizantes são importantes para a produção agrícola ao fornecerem nutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento das plantas. Eles são compostos por elementos químicos, tais como, fósforo e potássio, fundamentais para a formação de proteínas, enzimas e outras substâncias importantes para a vida das plantas.

A falta de nutrientes pode prejudicar o crescimento e a produção das plantas, levando a baixas produtividades e perda de qualidade dos produtos agrícolas. Por isso, o uso de fertilizantes é fundamental para garantir uma produção agrícola eficiente e de qualidade.

Além disso, os fertilizantes ajudam a melhorar a resistência das plantas a doenças e pragas, estimulando a necessidade de uso de defensivos químicos. Isso contribui para uma produção mais saudável e sustentável, além de reduzir os custos dos produtores.

Por fim, é importante ressaltar que o uso de fertilizantes deve ser visto como uma parte integrante de um sistema de produção agrícola sustentável, que considere o equilíbrio entre o meio ambiente, a saúde humana, a produtividade e a rentabilidade. 

Para isso, é básico que os agricultores e produtos agrícolas recebam orientações técnicas adequadas sobre o uso correto e eficiência dos fertilizantes, utilizando-os de forma responsável e processados ​​para garantir a produção e a qualidade dos cultivos, sem comprometer a saúde do solo e a preservação do meio ambiente. Com isso, é possível alcançar uma produção agrícola mais sustentável e uma alimentação mais saudável e segura para toda a população.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.