Evento “Assédio: violência silenciosa – conhecer para combater” discutiu medidas de prevenção e transparência nos serviços do agronegócio

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) promoveu um evento, no dia 2 de maio de 2023, para conscientizar sobre o assédio no ambiente de trabalho e incentivar a criação de uma cultura que previna todo e qualquer tipo de assédio no trabalho, bem como, as boas práticas nos serviços prestados no agronegócio.

O encontro intitulado “Assédio: violência silenciosa – conhecer para combater” contou com a presença do Ministro da pasta, Carlos Fávaro, que enfatizou a importância de medidas em favor de um ambiente de trabalho mais saudável e da promoção da cultura da integridade no serviço público.

Durante o evento, o ministro destacou a criação do Guia Lilás, que contém orientações para a prevenção e o tratamento do assédio moral e sexual e da discriminação no âmbito do governo federal. Carlos Fávaro também mencionou a lei recente sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cria o Programa de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio e à Violência Sexual.

O ministro ressaltou ainda que o assédio não afeta apenas a saúde e o bem-estar dos trabalhadores, mas também pode ter impacto negativo nas políticas e serviços públicos oferecidos à sociedade. 

Além do combate ao assédio, o evento também debateu a importância da transparência e da confiança na sociedade. Fávaro citou o Cadastro Agro Íntegro, uma iniciativa do Mapa para fortalecer a integridade dos serviços no setor de agronegócio, que reconhece as empresas que adotam boas práticas e, desta maneira, conquistam o Selo Mais integridade.

O evento contou com a presença da ouvidora-geral da União, Ariana Frances, e da psicóloga Jussara Rodrigues Sartini, que trouxeram importantes contribuições sobre o tema.

Ao final do evento, ficou evidente a importância de promover ações concretas para combater o assédio no ambiente de trabalho e garantir a integridade e a saúde dos trabalhadores. 

As iniciativas apresentadas pelo Mapa mostram um compromisso real com essa causa, por meio da criação de políticas públicas, da conscientização e da implementação de medidas de prevenção e de apoio às vítimas. 

É fundamental que outras organizações e setores da sociedade sigam esse exemplo e se engajem na luta contra o assédio no ambiente de trabalho, para construir um futuro mais justo e respeitoso para todos.

Assédio no trabalho: um problema ainda presente

O assédio no ambiente de trabalho é uma questão grave que tem afetado a vida de muitas pessoas. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de 20% das mulheres e 10% dos homens já foram vítimas de algum tipo de assédio no trabalho. Além disso, muitos casos não são denunciados, o que dificulta o combate ao problema.

O assédio no trabalho pode ser definido como qualquer comportamento indesejado que cause constrangimento, humilhação, intimidação ou hostilidade a uma pessoa. 

Esse tipo de violência pode ser cometido por colegas de trabalho, superiores hierárquicos ou até mesmo clientes. É importante ressaltar que o assédio não se limita apenas ao assédio sexual, mas também pode ocorrer de forma moral, psicológica ou física.

As consequências do assédio no trabalho são graves e podem afetar a saúde física e mental das vítimas. Alguns sintomas comuns são: ansiedade, depressão, estresse, insônia, além de dores de cabeça e musculares. O assédio no trabalho também pode prejudicar a produtividade, a autoestima e a motivação dos funcionários.

Para combater o assédio no trabalho, é necessário que as empresas criem um ambiente de trabalho saudável e seguro, onde os trabalhadores se sintam respeitados e protegidos. 

O combate ao assédio no trabalho não é apenas uma questão moral, mas também uma questão de saúde pública. É preciso que as empresas se comprometam em criar um ambiente de trabalho saudável e livre de violência, a fim de garantir o bem-estar de seus funcionários e o sucesso de seus negócios.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.