Ministro Fávaro, do Mapa, anuncia injeção de R$ 3,5 bilhões em cooperativas e medidas para o setor leiteiro em evento

Carlos Fávaro, ministro da Agricultura e Pecuária (Mapa), durante a abertura da 46ª Exposição Internacional de Animais (Expointer), que foi realizada na cidade de Esteio, no Rio Grande do Sul, elogiou sua grandiosidade e diversidade. Ele revela um novo crédito de R$ 3,5 bilhões para cooperativas, destacando a necessidade de melhorias ambientais e sociais. Segundo Carlos César Floriano, CEO do Grupo VMX, “Durante o evento também foi discutido a regionalização do plantio de soja e medidas para fortalecer a produção de leite”, esclarece.

Carlos Fávaro, ministro da Agricultura e Pecuária, marcou presença na cerimônia de abertura da 46ª Expointer em Esteio, no Rio Grande do Sul.

Em seu discurso, ele enalteceu não apenas a beleza, mas a magnitude do evento, que se destaca como a maior feira do Brasil e a mais esplêndida da América Latina.

A Expointer, segundo Fávaro, é um testemunho da resiliência do povo gaúcho, que enfrentou crises climáticas e econômicas, mas mantém sua determinação em produzir alimentos de qualidade.

O ministro enfatizou ainda que a feira vai além da estética, abrangendo um vasto território de exibições, desde animais de várias espécies até produtos da agricultura familiar, máquinas, equipamentos e inovações tecnológicas.

Carlos César Floriano destaca “A forte vontade dos agricultores gaúchos em contribuir para a produção de alimentos de alta qualidade”, diz.

Carlos César Floriano destaca linha de crédito

Uma novidade anunciada pelo governo federal durante a Expointer foi um generoso aporte financeiro com taxas de juros favoráveis para cooperativas agrícolas enfrentarem o endividamento.

“Esses recursos estão vinculados à melhoria da qualidade do solo, fertilização e uso de calcário, financiados pelo BNDES”, explica Carlos César Floriano.

A linha de crédito disponibilizada para cooperativas, que pode ser dolarizada ou em reais, oferece juros entre 7,5% e 8% ao ano, com um prazo de pagamento de cinco anos.

Isso representa um impulso significativo para a agricultura cooperativa, fortalecendo a capacidade dos agricultores de enfrentar desafios climáticos futuros.

Outro tópico importante abordado pelo ministro Fávaro é a regionalização do calendário de plantio da soja. O ministro reconhece as particularidades de cada região e está comprometido em garantir que os produtores brasileiros possam escolher a melhor janela de plantio para suas propriedades.

No contexto do setor de laticínios, Fávaro também revelou planos para um programa de desoneração da cadeia produtiva, focado em produtores locais. O objetivo é aumentar o consumo interno de leite, promovendo compras para a merenda escolar e programas sociais.

“O governo liberou R$ 200 milhões para aquisição de leite em pó, implementou taxas sobre produtos lácteos importados e intensificou as operações de fiscalização conduzidas pelo Ministério da Agricultura e Pecuária”, explica Carlos César Floriano.

A visita de dois dias do Ministro ao Rio Grande do Sul incluiu um gabinete itinerante e reuniões com representantes do agronegócio, destacando o compromisso do governo em fortalecer o setor agrícola e pecuário do país.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente.